Parques abertos em BH: conheça 18 espaços abertos 24 horas

Se você está em busca de parques abertos em BH, vai gostar de saber que as 57 áreas verdes da cidade já tiveram visitação liberada. Contudo, um deles ainda está operando sob agendamento de visita, outros exigem comprovante de vacinação contra febre amarela e outra boa parte deles está operando em horário integral, ou seja, 24 horas por dia. Vem ver!

Durante a pandemia de Covid-19, a Prefeitura adotou uma série de medidas para controlar o avanço da contaminação pelo vírus na cidade, uma delas foi o fechamento dos parques de BH por tempo indeterminado. Contudo, ao longo de 2021, a cidade reabriu seus 57 parques municipais.

Em um primeiro momento, as visitas eram permitidas somente mediante agendamento, mas em outubro de 2021 a Prefeitura flexibilizou as medidas de prevenção contra a Covid-19. Com isso, quase todas as áreas verdes foram reabertas, sem a necessidade de agendamento de visita. 

Dentre os 57 parques reabertos, um deles ainda exige agendamento prévio dos visitantes, 18 estão funcionando em período integral e os demais abrem em dias e horários específicos, os quais podem ser conferidos no site da Prefeitura de BH. 

Na lista abaixo você vai conferir quais são os parques que recebem visitantes a qualquer hora do dia, além daqueles que passaram a exigir comprovante de vacinação contra febre amarela, por conta do risco de contaminação.

Parques em BH com acesso permanente

  • Área do vertedouro da Barragem Santa Lúcia;                                    

  • CEVAE Coqueiros;                                    

  • Parque Altamira Costa Nogueira;                                   

  • Parque da Vila Pantanal;                                    

  • Parque da Vila Santa Sofia;                                    

  • Parque do Bairro Planalto;                                    

  • Parque do Confisco;                                    

  • Parque Dona Clara;                                    

  • Parque Ecológico do Brejinho;                                    

  • Parque Ecológico Jardim Vitória;                                    

  • Parque Ecológico Padre Alfredo Sabetta;                                    

  • Parque Halley Alves Bessa;                                    

  • Parque Jornalista Eduardo Couri;                                    

  • Parque Juscelino Kubitschek;                                    

  • Parque Linear Avenida José Cândido da Silveira;                                    

  • Parque Linear do Vale do Arrudas;                                    

  • Parque Municipal do Bairro Trevo;

  • Parque do Conjunto Habitacional Lagoa.

Os espaços acima são classificados pela Fundação de Parques Municipais (FPM) como de livre acesso, ou seja, os visitantes podem adentrar o espaço em qualquer dia da semana, sem restrições de horários.

Mas não é porque essas áreas verdes ficam abertas a qualquer momento do dia que não há segurança nesses espaços, viu? Assim como os espaços de lazer público que têm funcionamento restrito, os parques de livre acesso contam com a presença de guardas municipais, os quais são responsáveis por controlar o ambiente e evitar que o espaço seja utilizado de forma inapropriada.

E tem mais! Os parques de livre acesso permitem atividades de lazer como soltar pipa, andar de bicicleta nas dependências e áreas de convivência e passear com cães, desde que os tutores utilizem guias. Para completar, é possível realizar eventos culturais nas dependências dos parques, com a devida autorização da FPM.

Parques em BH que exigem vacinação contra febre amarela

Após esse momento de reabertura, uma boa parte dos parques de BH estão tomando cuidados especiais para prevenir a propagação da febre amarela na cidade. A medida foi tomada porque esses espaços são formados por mata silvestre, onde normalmente existem animais que portam o vírus.

Vale lembrar que os macacos que vivem dentro dos parques de BH não transmitem a febre amarela. Esses animais ajudam os profissionais da saúde a identificar a presença do vírus em determinada região. Por isso, são importantes bioindicadores da doença. O maltrato de animais silvestres pode levar à prisão.

Quais parques de BH exigem comprovante de vacina contra febre amarela

Atualmente, 18 parques abertos em BH estão exigindo comprovante de imunização contra febre amarela para os visitantes. Por essa razão, bebês com menos de nove meses de idade não podem adentrar os espaços, já que não têm idade mínima para serem vacinadas contra a doença.

Se você tomou a vacina, mas esqueceu de levar o comprovante de imunização no dia da visita ao parque, não se preocupe! A Fundanção de Parques Municipais disponibiliza um termo, no qual o visitante confirma que já foi imunizado, mediante assinatura. Veja abaixo quais são esses parques:

Parques em BH que disponibilizam termo de confirmação de imunização contra febre amarela

  • Parque Ecológico Roberto Burle Marx;

  • Parque Municipal das Mangabeiras;

  • Parque da Serra do Curral;

  • Parque Ecológico Renato Azeredo;

  • Parque Real;

  • Parque Ecológico e de Lazer do Bairro Caiçara;

  • Parque Nossa Senhora da Piedade;

  • Parque Primeiro de Maio;

  • Parque do Bairro Havaí (Estrelinha);

  • Parque do Conjunto Estrela Dalva;

  • Parque Ecológico Promotor Francisco Lins do Rego(PEP);

  • Parque Municipal Fazenda Lagoa do Nado;

  • Parque Ecológico Universitário;

  • Parque Ecológico Vencesli Firmino da Silva;

  • Parque Elias Michel Farah;

  • Parque Municipal Américo Renné Giannetti (Temporariamente fechado).

Por outro lado, alguns parques de BH permitem a entrada somente mediante a apresentação do cartão de vacinação. Portanto, não existe a chance de preenchimento de termo de compromisso. Veja abaixo quais são:

Parques em BH que exigem a apresentação do cartão de vacinação

  • Parque Aggeo Pio Sobrinho, no bairro Buritis;

  • Parque Jacques Cousteau, no bairro Estrela do Oriente.

Postos de vacinação em BH para febre amarela

Se você pretende visitar um desses parques que exigem o comprovante de vacinação contra a febre amarela nos próximos dez dias, saiba que a vacina está disponível em todos os 152 centros de saúde de Belo Horizonte, durante todo o ano.

Lembre que, ao visitar um desses parques, você já deve ter sido imunizado há pelo menos dez dias. Então programe-se!

Agendamento parques BH

Atualmente somente o Parque Américo Renné Giannetti, também conhecido como Parque Municipal, exige que os visitantes realizem agendamento prévio para adentrar o espaço de lazer. Isso porque a área verde fica localizada na região central da cidade, onde o fluxo de pessoas é maior.

Agendamento do Parque Municipal de BH

Atualmente, o Parque Américo Renné Giannetti encontra-se fechado, já que a Fundação de Parques está imunizando os felinos que vivem dentro do espaço contra a raiva. Contudo, após esse procedimento, o local será aberto para a população, mediante agendamento.

Como fazer agendamento de visita ao Parque Municipal de BH? 

Para agendar sua visita ao Parque Municipal, é necessário entrar no aplicativo de eventos Sympla, selecionar a data em que quer ir ao parque e, após isso, escolher um horário (manhã ou tarde). Ao finalizar o procedimento gratuito, basta esperar que os ingressos cheguem ao seu e-mail.


Vale lembrar que os parques abertos em BH listados acima são somente alguns dos mais de 57 espaços de lazer que existem na cidade. Gostou das dicas? Agora é só escolher um deles e aproveitar o final de semana, as férias, ou a folga com a família ou amigos! Aproveite também para conhecer outros lugares ao ar livre em BH!