Buritis Juntos em prol da castração de animais em BH

25 milhões de toneladas de plástico jogadas por ano nos oceanos e 260 animais recolhidos por mês nas ruas de Belo Horizonte. À primeira vista, esses dois dados parecem não ter relação, mas a atuação do projeto Castração Ecológica tem o objetivo de ajudar os animais abandonados de BH e ao mesmo tempo diminuir a poluição causada pelo plástico. O Buritis Juntos apoia essa ideia, por isso se tornou posto de coleta no mês de fevereiro.

Parceria Necessária

No início de 2021 dois postos de coleta tiveram que fechar e pararam de arrecadar tampinhas. Por isso, a parceria entre o Buritis Juntos e a Castração Ecológica chega em um momento mais que necessário. O projeto da VPR Imóveis se tornou posto de coleta há menos de um mês e já tem juntado uma quantidade significativa de tampinhas. 

Toda semana o espaço recebe sacolas repletas de todo e qualquer tipo de tampas plásticas doadas pelos clientes e colaboradores da VPR e moradores do Buritis. A participação tem sido expressiva e isso acaba demonstrando o engajamento da comunidade do Buritis. 

“No mesmo dia que nos tornamos posto de coleta, divulgamos a ação nas redes sociais do Buritis Juntos e em grupos do bairro, e em menos de 2 semanas já conseguimos doações de 3 sacos enormes de tampinhas plásticas. Isso só mostra o senso de mobilização e solidariedade que existe em nossa comunidade”, explica Frederico Papatella, idealizador do Buritis Juntos e Diretor da VPR Imóveis. 

Castração Ecológica

Há alguns anos atrás, Val Consolação participava de um Congresso sobre Animais Abandonados, quando conheceu a ideia de subsidiar a castração de animais de rua por meio da reciclagem. Ela gostou tanto da iniciativa que resolveu trazê-la para Belo Horizonte. 

Em dois anos de atuação e com 20 postos de coleta de tampas plásticas em toda a cidade, o projeto já conseguiu retirar das ruas, rios e aterros de Belo Horizonte cerca de 6 toneladas de plástico.

Contudo, em 2020 a pandemia afetou bastante a arrecadação de doações, já que a maioria dos postos de coleta eram restaurantes. “Antes dessa crise, a gente demorava três meses para juntar as 2 toneladas necessárias para um mínimo de castrações. Depois do surto do vírus, nossa arrecadação caiu 80% e acabamos levando 9 meses para arrecadar essa quantidade”, explica Val.

Isso mostra o quão essencial é a participação e envolvimento da comunidade do bairro Buritis e região. Para aqueles que já têm tampinhas em casa e desejam doar, o Buritis Juntos fica dentro da VPR Imóveis, na Av. Prof. Mário Werneck 1311, 3° andar, e recebe doações de segunda a sexta, das 8h às 18h e sábado das 8h às 14h.