Buritis tem aumento de 542 casos de Covid-19 em dezembro

O Buritis tem estado entre os bairros com mais casos de Covid desde que esses dados começaram a ser mensurados pela Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte. Oficialmente, foi no mês de maio quando a Prefeitura de BH liberou o primeiro Boletim Epidemiológico, no qual constava o número de infectados por cada bairro da capital. 

Desde então, o Boletim mostrou que, mês a mês, os casos confirmados de infecção pelo vírus só cresceram no bairro (vide gráfico). De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado no mês de dezembro, o Buritis tem cerca de 871 pessoas contaminadas pelo coronavírus, o que faz dele o bairro com maior número de infectados na cidade.

Número de casos de Covid-19 no bairro Buritis - maio a dezembro 2020

Esses números são reflexo de um comportamento que tem sido observado desde o começo da pandemia, tanto por parte dos moradores, como também por parte dos frequentadores do bairro. No início do mês de maio, quando ainda vigorava o decreto que decidiu pelo fechamento do comércio, um bar do Buritis foi interditado pela Prefeitura, por estar funcionando irregularmente. 

Descuido da população 

No final de agosto a Prefeitura tomou os primeiros passos para a reabertura gradual do comércio e, somente de setembro a outubro, a população acompanhou a última fase de flexibilização. Essas notícias foram recebidas com euforia pelos empreendedores do bairro Buritis, afinal, foram vários meses de portas fechadas, ou funcionando em escala menor. 

O Designer Francisco Pimentel, morador do Buritis há X anos, observou de perto a flexibilização no bairro e se preocupa com o comportamento dos moradores e frequentadores da região.

“As pessoas relaxaram muito, e agora com o comércio aberto normalmente, parece que não vivemos numa pandemia, afinal vemos que os protocolos não permaneceram nos comércios e nas pessoas.”

Horário de funcionamento do comércio estendido 

Por outro lado, algumas medidas foram implementadas para ajudar a descongestionar o comércio nessa reta final do ano. Desde o dia 19 de dezembro, o horário de funcionamento das lojas de rua e dos shoppings foram estendidos. 

No Buritis não foi diferente. A jornalista Fernanda de Castro, moradora do bairro, tem percebido como positiva essa extensão no horário de funcionamento.

“Na véspera das festas de final de ano eu tenho achado as lojas relativamente tranquilas. Podemos comprar com calma, sem tumulto. Acho bom o horário ter sido estendido, assim evitamos aglomeração.”